• Imagem logo site propaae uefs

Notícias

28/02/2018 15:02

Reunião entre Reitoria, PROPAAE, COARUNI, COACIUNI e DCE, decide mudar a metodologia da discussão das propostas de resoluções do PAE

Em reunião realizada nessa sexta-feira, dia 23 de fevereiro, com participação da Reitoria, PROPAAE - Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, COARUNI – Comissão Administrativa da Residência Universitária, COACIUNI – Comissão Administrativa da Residência Universitária Indígena e DCE – Diretório Central dos Estudantes foi decidido mudar a metodologia da discussão das propostas de Resoluções do PAE - Programa de Assistência Estudantil da UEFS.

Essa foi a alternativa encontrada para dar maior celeridade ao processo de conclusão das propostas apresentadas aos estudantes em maio de 2017 e que após discussão com os mais diversos setores vinham sendo compatibilizadas em oficinas com a participação da comunidade universitária, principalmente dos estudantes residentes, desde setembro de 2017.

A partir de agora os estudantes se debruçarão sobre as propostas apresentadas pela PROPAAE e realizarão alterações e/ou inclusões que acharem necessárias. Em um segundo momento, uma comissão formada por membros da PROPAAE, COARUNI, COACIUNI, DCE e Reitoria se reunirão para compatibilizar a proposta que deverá ser encaminhada mais rapidamente ao CONSEPE – Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensãocom o objetivo de implantar o Programa de Assistência Estudantil para atender aos estudantes em situação de vulnerabilidade social e situações emergencias, além de adequar a sua operacionalização ao que orientam a Auditoria Geral do Estado - AGE e a Defensoria Pública do Estado da Bahia.

Os estudantes ficaram de entregar a primeira resolução, a de Auxílio Residente ainda essa semana para que possivelmente no dia 05 de março a comissão possa se reunir em torno da proposta. A próxima resolução a seguir a mesma metodologia será a Resolução Administrativa das Residências e assim por diante. A expectativa é que todas as resoluções sejam aprovadas ainda em 2018.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.